Errar é humanas. Permanecer no erro é exatas.

5 out

Tropecei essa semana nessa notícia, e fiquei matutando aquilo no meu tempo livre. Não discordo dos dados apresentados, nem da necessidade de mão de obra qualificada nas áreas de ciências exatas que se configura no país, mas o que me assombraram foram os comentários.

“Interpretar um texto é mais fácil que resolver uma equação matemática”

Vejam essa pérola da sabedoria! Parafraseando uma amiga, então fale-me mais sobre a qualidade infalível da nossa educação hoje em dia. Interpretar um texto é, certamente, mais fácil para mim, que, além de ter uma grande afinidade com a área, tem também alguma experiência no assunto.  E, preciso salientar, sempre tive uma enorme dificuldade em desenvolver raciocínios lógico-matemáticos, desde os primeiros anos de estudo.

Não, eu não acredito em talento nato. Ninguém nasce sabendo de nada, seja desenhar, cantar, dançar ou escrever. No entanto, todos temos afinidades, áreas que nos interessam mais e que nas quais vamos procurar desenvolver melhor nossas aptidões.

E, pasmem, há não muito tempo atrás eu cheguei a soltar uma pérola de sabedoria semelhante, mas no sentido contrário. “Em exatas você sabe o que esperar; ou você chega naquele resultado ou não. Em humanas, não é assim. Você faz e torce para estar certo”. Daí levei um tapa na cara moral de um amigo (que dificilmente vai lembrar dessa conversa) e me toquei da bobagem que estava dizendo.

Hoje agradeço por haver pessoas interessadas e dedicadas na área de exatas, que me permitem usar os produtos inventados por elas. Assim como agradeço aos pedagogos, com seus estudos sobre o ensino; aos historiadores, que desencavam essas coisas tão legais e interessantes de se estudar; dentre outros. E destaco: profissionais qualificados são importantes em qualquer área: letras, sociologia, antropologia, história, física, matemática, engenharia, computação e tantas outras. E um profissional qualificado não dominará apenas a sua área de conhecimento. De que adianta um programador que não saiba escrever um e-mail para um cliente? E não adianta dizer que, por escrever em Java, você não precisa conseguir se expressar. Tenho medo do dia em que você for tentar vender um produto dentro de uma empresa.

Lembro-me também de uma outra conversa, essa há (minha nossa!) quase 10 anos atrás, quando eu passei no vestibular para Letras. “Mas, Allana… Letras?”. Eu dei de ombros e sorri: “É, eu sei, vou ser professora e pobre”. E véi, na boa, não me arrependo não. E até onde eu sei, nem os alunos que tropeçaram em mim no caminho.

Anúncios

8 Respostas to “Errar é humanas. Permanecer no erro é exatas.”

  1. Ana Lúcia Merege outubro 10, 2012 às 6:59 pm #

    Eu também gostei. Olha, sempre soube que tinha pendor para a área de Humanas, mas hoje lamento não ter tido mais estímulo para a Ciência, mesmo que num nível menos aprofundado. E não é desculpa ser filha de dois professores de Português, sou irmã de um físico teórico. Eu acho que todas as áreas têm suas coisas legais e contribuições a dar, o chato é que dificilmente chegamos a conhecê-las sem ideias preconcebidas. A mim a Matemática sempre foi apresentada como um bicho de sete cabeças, tanto que ainda me espanto com o fato de ser a matéria preferida da minha filha.

  2. Nina Vieira outubro 29, 2012 às 2:50 am #

    Vejo muitos estudantes de exatas que mal sabem escrever, que desconhecem o valor de um livro, que não sabem interpretar uma citação sequer de crônica de jornal mesmo. E é lamentável. Porque a maioria dos jovens do Brasil recorrem a exatas. É o futuro, o progresso tendendo ao abandono contínuo da leitura, rumo à iconografia voraz. Tem gente que é analfabeta funcional, mas sabe utilizar um aparelho celular, acessa o facebook pelo ícone azul.
    Brasil, um país de tantos que sabem tão pouco.
    Abraços.

  3. Renato dezembro 22, 2012 às 7:23 pm #

    Nina Oliveira, também conheço muitos estudantes de ciências humanas que mal sabem falar (“pobrema”, “perca”) e só ficam repetindo o que é dito pelos professores.
    Não sei de onde você tirou essa informação de que “a maioria dos jovens do Brasil recorrem a exatas”, sendo que a grande maioria opta pelos cursos de ciências humanas.

    “Interpretar um texto é mais fácil que resolver uma equação matemática”
    Mas é claro que é. Tente resolver um Teorema de Fermat ou enterder a Equação de Schrödinger e me diga se será mais fácil do que interpretar um poema do Parnasianismo ou do Simbolismo.

  4. Renato dezembro 22, 2012 às 7:28 pm #

    No lugar de “enterder”, leia-se: “entender”.

  5. Camilla janeiro 3, 2013 às 12:23 pm #

    Eeeeu me lembro disso aí… 😀
    Recadinho pro tal Renato: você compara dois conceitos de matemática/física avançados com matéria de literatura de segundo grau. Não sei se é porque eu me formei em Letras, e por isso sei interpretar textos, mas me parece MUITO óbvio que o Teorema de Fermat vai ser mais complicado pra quem nunca estudou aquilo. Experimente pedir pra um estudante de matemática interpretar as obras de James Joyce ou T.S. Eliot apenas com a instrução recebida na escola, e aí podemos conversar.
    Ninguém está querendo brincar de cabo-de-guerra entre Humanas e Exatas, as duas áreas têm a mesma importância. Sim, a mesma. Cada uma responsável por um progresso diferente para a sociedade.

  6. Andreas Asfen dezembro 11, 2014 às 6:20 pm #

    só troxa faz humanas… principalmente letras.. pelo amor de deus né

  7. Adriano C. da Silva junho 17, 2016 às 11:10 pm #

    Se todos todos fizessem humanas, como seria as relações? Se todos fizessem exatas como seriam as edificações?….

  8. Adriano C. da Silva junho 17, 2016 às 11:12 pm #

    …vamos substituir. Se todos fizessem humanas como seriam as edificações? Se todos fizessem exatas como seriam as relações?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: